SOU POMBA GIRA




Sou uma rosa,sou um perfume,sou a mais
bela de qualquer jardim.
Ouço lamentos, ouço queixumes.
Não há mulher que não vem até mim.
Sei seduzir, me deixo seguir.
A palavra difícil pra mim nao existe
De preto e vermelho ,ou sem me vestir, homem algum
algum a mim não resiste.
Bebo champanhe, fumo cigarro.
Digo mil coisa sem nunca falar,sei ler
na mão, o jogo e o baralho.
A mim só me engana,
quem eu deixar.
Se alguém precisar e queirer me encontrar,
siga o perfume,
em noite de luar.
Diga o meu nome sem se enganar,
sou
pomba gira, a rua é meu lar.

autor: PauloLourenço


ELA VEM CAMINHANDO

Photo: Ela vem caminhando num cruzeiro; Ela dançando, vestida de vermelho. Ela é a pombagira! ela é rosa de amor! Rosa vermelha, rosa vermelha sagrada!... É a pombagira girando nas sete encruzilhadas. E vai girando sob o clarão da lua. Rosa vermelha: a pombagira Das sete encruzilhadas. Bonita rosa da encruzilhada; Bonita rosa que vem chegando de madrugada.


Ela vem caminhando num cruzeiro;
Ela dançando, vestida de vermelho.
Ela é a pombagira! ela é rosa de amor!
Rosa vermelha, rosa vermelha sagrada!...
É a pombagira girando nas sete encruzilhadas.
E vai girando sob o clarão da lua.
Rosa vermelha: a pombagira
Das sete encruzilhadas.
Bonita rosa da encruzilhada;
Bonita rosa que vem chegando de madrugada.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

POMBO GIRA MARIA PADILHA




A Pomba-Gira ou Pombajira é um Exu-fêmea.
Tal como os Exús, as Pombas-Giras são espíritos

em evolução, que já viveram entre os humanos, e que aprendem sobre a vida através de nossa própria vida,
enquanto aguardam a sua vez de reencarnar.

 Os espíritos mais evoluídos
são chamados por outro nome
. Assim a Pomba-Gira passa a ser chamada de Lebará.









Zaira Male era uma bruxa, que fundou a sociedade “Mulheres de Cabaré Damas da Noite”, local onde as mulheres da “noite” se reuniam, recebiam os homens a quem davam prazer, mas não só. Esse local permitia-lhes reunir-se para aprender a magia, encantos e feitiços, para conseguir obter dos homens tudo o que queriam.
Zaira Male transmitiu ás suas aprendizes o culto ás outras que morressem.
 Assim nasceu o culto da Pomba-Gira.
As antigas, as anciãs incorporavam no corpo das mulheres novas com capacidades mediúnicas para as receber, e transmitir as suas mensagens. Essas mensagens podem ser das mais variadas, no entanto o objectivo principal é o conhecimento da magia e dos encantamentos, que permitirá ás mulheres saber como conquistar o homem amado.







As Pombas-Giras são Exús fêmeas ligadas á sexualidade e á magia, tendo várias áreas de domínio: amor, sexo, sentimentos.

As Pombas-Giras têm um nome cabalístico: KLÉPOTH.
E cada uma atende por um nome diferente: rainha das 7 catacumbas, Maria Padilha…

Maria Padilha é uma das principais entidades da Umbanda e do Candomblé, da linha da esquerda, sendo também conhecida por Dona Maria Padilha, e considerada a Rainha das Pombas-Giras. É a Rainha do Reino da Lira, Rainha das Marias.
É a mulher de Exu Rei das 7 Liras, ou Exu Lúcifer, como é conhecido nas Kimbandas.
Ela é vista como o espírito de uma mulher muito bonita e sedutora, que em vida teria sido uma fina prostituta ou cortesã influente.

Maria Padilha é uma Pomba-Gira poderosa capaz de auxiliar em problemas de amor, saúde, afastar indesejáveis, desmanchar feitiços.
As mulheres que trabalham com esta entidade têm uma personalidade muito forte e são geralmente extremamente sensuais e atraentes. Amam como ninguém, mas se forem traídas facilmente odeiam seus parceiros amorosos.

Maria Padilha é a protetora   das prostitutas. Gosta do luxo e do sexo. Suas roupas são geralmente vermelhas e pretas, usa uma rosa nos seus longos cabelos negros. É uma Pomba-Gira que gosta de festas e dança.


É a Rainha do reino da lira, "Lira é uma cidade africana, que fica nas fronteiras orientais do Reino Baganda, de lá venho eu...” também conhecida como” Rainha do Candomblé” ou Rainha das Marias.
Rainha do candomblé não pelo culto africanista aos Orixás, senão por ser essa palavra o sinônimo de dança e música ritual.
Devemos dizer que a Pombagira representa o poder feminino feiticeiro, comparável com as Iyami Oxorongá dos iorubás.
 Ela pode ter muitos maridos, que se tornam seus "escravos" ou empregados.

Os seus dons: dom do encantamento de amor.

As suas oferendas são: cigarros, champanhe, rosas vermelhas em número ímpar, jóias, cosméticos, espelhos, mel, licor de anis.

Os seus trabalhos são geralmente despachados em encruzilhadas em “T”.

Os sacrifícios a oferecer-lhe: galinha vermelha, cabra, pata preta.

A saudação a Exú: Laroyê, Exu! (“Salve, Exu!”)

Maria Padilha, tem vários nomes:

- Maria Padilha Rainha dos 7 Cruzeiros da Kalunga;
- Maria Padilha Rainha das 7 Encruzilhadas;
- Maria Padilha Rainha dos Infernos;
- Maria Padilha Rainha das Almas;
- Maria Padilha das Portas do Cabaré;
- Maria Padilha Rainha das 7 facas;
- Maria Padilha Rainha da Figueira…

O maior segredo para pedir e obter o que pedir para Maria Padilha,
está na fé nela e no respeito por ela.Sua palavra final: sinceridade a ELA e ao SEU MEDIUM.








 OUTRO TEXTO SOBRE ESTA FANTÁSTICA POMBO GIRA


É a Rainha do reino da lira, "Lira é uma cidade africana, que fica nas fronteiras orientais do Reino Baganda, de lá venho eu...” também conhecida como” Rainha do Candomblé” ou Rainha das Marias.
Rainha do candomblé não pelo culto africanista aos Orixás, senão por ser essa palavra o sinônimo de dança e música ritual.
Devemos dizer que a Pombagira representa o poder feminino feiticeiro, comparável com as Iyami Oxorongá dos iorubás. Ela pode ter muitos maridos, que se tornam seus "escravos" ou empregados.
Em terras bantas é originalmente chamada de “Aluvaia-Pombagira", está é uma palavra africana de um idioma do povo banto (Angola), erroneamente confundido por algumas pessoas desinformadas com palavras do português “pomba um pássaro” e "gira sentido de movimento circular”.
Mulher de Exu rei das 7 Liras ou Exu Lúcifer como é conhecido nas kimbandas.
É bonita, jovem, sedutora, elegante, feminina, mas também tem vidência, é certeira e sempre tem algum conselho para aqueles que estão sofrendo por um amor, mas também é usada a sua força para desmanchar feitiços, para pedir proteção e curar várias doenças.
Mas não se engane, pois ela gosta de ser respeitada e admirada e é ponta de agulha, quem brinca com ela geralmente vai morar na sepultura.
Sua característica principal é ser uma pombagira festeira adora festas com ritualísticas e alegria daí ser chamada de rainha do candomblé.
Prefere bebidas suaves, vinhos doces, licores, cidra, champagne, anis etc...Gosta de cigarros e cigarrilhas de boa qualidade, assim como também lhe atrai o luxo, o brilho, destaque, flores e perfumes, usa sempre muitos colares, anéis, brincos,






Cantigas ou Kurimbas da Rainha Maria Padilha


Abre essa tumba quero ver tremer
Abre essa tumba quero ver balancear


Maria Padilha das Almas
O cemitério é o seu lugar.


É na Calunga que a Padilha mora
É no barranco que a Padilha vai girar.


Maria Padilha das Almas
O cemitério é o seu lugar



 





Ela é Maria Padilha
Da sandalinha de pau
Ela trabalha pro bem
Mais ela trabalha pro mal


Oia Pombagiré, oia pombagiré
oia pombagirá....





Com uma rosa e um cigarrilho
Maria Padilha já chegou
E na Kalunga ...
Ela é Rainha...
Ela trabalha com muito amor
Sete Cruzeiros da Kalunga
é a morada dessa Mulher
Ela é!!!...
Maria Padilha
Rainha do Candomblê!!





Maria Padilha
Rainha do Candomblê
Firma kurimba, minha gente
Que tá chegando a Mulher




De onde é que a Maria Padilha vem
Aonde é que Maria Padilha mora
Ela mora na mina de ouro
Onde o galo preto canta
Onde criança não chora





Exu Maria Padilha
Trabalha na Encruzilhada
Toma conta, presta conta...
No romper da madrugada


Pombagira minha Comadre
Firma Fé de noite e dia
É por isso que nós somos
Da sua feitiçaria





O povo dos Infernos é quem vai levar,
Levar o que não presta pro Além Má


Exu Rei da Lira é Lucifer !
Maria Padilha...
Rainha Exu Mulher !!





Maria Padilha é...
Rainha do Candomblê!
Maria Padilha mora
Nas portas de um Cabarê!





Maria, Maria Padilha Ela é...
Uma Mulher faceira
Que trabalha Meia Noite e também
A madrugada inteira


Sete rosas encarnadas
Vou levar prá essa Maria
Para afastar de mim
Toda feitiçaria


Maria, Maria Padilha Ela é...





Caminhou por toda a Terra
Na Kalunga ela ficou
Lá na Encruza ou lá na Rúa
Ela é...
Camarada sua
Maria, Maria Padilha Ela é ...





Quem não me respeitar
Oh! logo se afunda
Eu sou Maria Padilha
dos 7 Cruzeiros da Kalunga





Quem não gosta da Maria Padilha...
Tem, tem que se arrebentar
Ela é formosa, ela é faceira
Oh bela! vem trabalhar





Moço, você conhece aquela moça
Que trabalha no escuro
Olhando osso,
Osso por osso
Dente por dente
Dia trás dia
Hora trás hora...
Ela é Maria Padilha...
Ela é Maria Mulher
Ela trabalha na Figueira
Por ordem de Lucifer.





Maria Padilha já chegou
Trago para Ela uma linda flor
Festa no Terreiro, festa no gongá
Chegou Maria Padilha para todo mal leva





Maria Padilha caminhou..
17 vezes
Maria Padilha trabalhou..
17 vezes
Maria Padilha assobiou..
17 vezes
Caminhou, trabalhou, assobiou 17 vezes


             




Um comentário:

Elaine Cristina Silva disse...

interessante, estou fazendo pesquisa sobre essas mulheres que sofreram muito enquanto vida terrena
Elaine
elainecsilva@uol.com.br